Como entrar em contato com seres mágicos

A maioria dos bruxos tem interesse em entrar em contato com seres mágicos e tê-los como aliados. Temos alguns preferidos na lista de quem procura a TCS: dragões e fadas são os mais comuns, mas vários outros seres são procurados, e sempre com a mesma pergunta: como entrar em contato com esses seres e trabalhar magicamente com eles?

Mas, antes de chegar nessa questão… o que são aliados mágicos?

Aliados mágicos são espíritos (de qualquer forma ou plano) que, por alguma razão, decidem nos ajudar, proteger, ensinar ou simplesmente ter uma amizade com um de nós. Eles podem estar conosco desde o nosso nascimento, como os animais de poder e os espíritos guardiões, ou podem ser convidados a trabalhar conosco nesta vida ou por algum período de tempo. Alguns ritos de passagem também podem nos trazer novos aliados mágicos, por exemplo, algumas tribos xamãs possuem rituais em que as pessoas passam alguns dias em reclusão e jejum, fazem jornadas espirituais e buscam animais e espíritos aliados.

Diversos seres mágicos podem trabalhar magicamente conosco, e quais seres escolher e como trabalhar com eles vai depender da sua afinidade com aquela energia e da natureza do ser em questão.

Mesmo com suas diferenças, existe um certo padrão na forma que podemos usar para entrar em contato com os diversos seres mágicos existentes.

Nesta altura do treinamento, você já estudou a estrutura de um ritual e sabe que todo ritual segue mais ou menos os mesmos passos, mas os pormenores se alteram de acordo com nossos objetivos.  Você já aprendeu a criar seus próprios rituais e sabe como trabalhar a estrutura básica de um ritual Wiccaniano para qualquer propósito. Você também já sabe entrar em contato com os Deuses e também já percebeu que não tem muito segredo – vai lá e diz “oi”. Para os seres mágicos, a gente pode seguir esse mesmo princípio, sempre levando em consideração a natureza do ser que queremos contatar.

Então, utilizando esse conhecimento que você já tem, podemos criar uma certa estrutura para entrar em contato com um ser mágico que você ainda não tenha contatado.

  1. Pesquisa inicial

Para contatar um ser mágico, vamos utilizar a estrutura básica de um ritual Wiccaniano. Como você já estudou anteriormente, sempre adaptamos os elementos do ritual para o propósito que vamos realizar. No caso de contatar seres mágicos, uma pesquisa básica a respeito do ser em questão é necessária.

Algumas questões que podem auxiliar no processo:

  • Qual a origem dele? Quais os mitos em que ele está inserido?
  • Qual a sua aparência?
  • Quais são as ervas e pedras associadas a ele?
  • Existem divindades associadas a esse ser mágico? Quais? Em quais culturas? Existem diferenças culturais na percepção desse ser mágico?
  • Qual o seu objetivo ao querer trabalhar com esse ser mágico? Você deseja apenas conhece-lo? Quer que ele se torne um guardião permanente? Quer que ele cumpra uma função e se despeça? Que função seria essa?
  • Qual a principal forma de trabalho desse ser? Se é um protetor, de que forma ele costuma proteger as pessoas? Como ele lida com magia? Que tipo de trocas ele exige de quem o procura?
  • Como você deve estabelecer um contrato mágico com este ser?
  • Que tipo de oferendas você pode dar a ele?
  • Quais símbolos são associados a ele?

Pesquise tudo o que conseguir sobre o ser que você deseja chamar. Faça uma ficha com todas as informações que você encontrar para futuras referências – principalmente se você quer um contato permanente, isso será importante.

  1. O Círculo Mágico

É sempre bom traçar o círculo mágico para fazer isso, pois assim garantimos que o que vai chegar para conversar conosco é o que chamamos. O círculo mágico protege o local e você mesmo de todas as energias que possam prejudicar e reduz as chances de que outro ser decida aparecer fingindo que é o que você chamou pra conversar.

Alguns detalhes que podem ser considerados:

  1. Purifique o ambiente e a si mesmo com elementos relacionados ao ser mágico.

Desde esse momento, você já pode começar a escolher elementos que sejam afinizados com o ser que você deseja contatar. Quais são as ervas associadas a ele? Aromas, cores? Se é um ser de Fogo, você pode usar uma vela; Dragões geralmente gostam de canela e sândalo, por isso você pode usar incensos ou essências para este momento.

  1. Escolha velas para o altar nas cores que se relacionem ao ser em questão

As cores básicas para velas de um altar Wiccaniano são preta, vermelha e branca. Além dessas, temos a vela do Fogo, que geralmente é escolhida de acordo com o tema do ritual ou as divindades escolhidas. Para entrar em contato com um ser mágico, você pode escolher a vela do Fogo em uma cor que seja associada ao ser que você quer chamar.

  1. Convide os quadrantes e os Deuses

Você pode escolher para os quadrantes atributos que sejam relacionados com o ser em questão e com o que você deseja a partir do seu contato com ele. Se o ser tiver alguma associação com Divindades específicas, chame-as como mediadores do seu contato. Esta é também uma segurança para você. Se não houver Divindades específicas relacionadas a ele, escolha uma Divindade com que você tenha afinidade e que você considere compatível com o ser em questão.

  1. Estado Meditativo

O Alfa é importante em todo ritual Wiccaniano, e aqui não seria diferente. Entrar em estado alterado de consciência te ajuda a sentir as energias do círculo mágico, a perceber se quem você chamou entrou no seu círculo, se está tudo bem ou se precisa de algum ajuste. Se você não havia entrado em alfa antes de traçar o círculo, faça isso agora.

  1. Convide o ser mágico

Este é o momento de ser criativo. Se o ser em questão tem símbolos associados a ele, você pode entalhá-los em uma vela e acendê-la antes de chama-lo. Prepare oferendas com muito carinho, mesmo que sejam simples. Se o ser mágico em questão gosta de música, escolha uma que tenha a ver com ele. Se é um ser do elemento Ar, você pode cantar ou criar uma invocação rimada para ele. É aqui que você vai aplicar a sua pesquisa inicial trazendo elementos e associações para sua invocação. Pode ser simples, mas sempre com a sua intenção forte.

Se houver uma Divindade relacionada, você pode pedir que Ela traga o ser mágico até o seu círculo mágico.

Como toda criatura existente no universo, todos os indivíduos são diferentes. Se nós formos considerados o ser mágico “humano”, pense na enorme diversidade que isso é. Por isso, também leve em consideração que a Divindade traga um ser compatível com você para trabalharem magicamente juntos.

Por exemplo: se você deseja convidar uma fênix para trabalhar magicamente. Você sabe que a Deusa Wanen Gulltweig é associada às fênixes (entre várias outras divindades). Sabe também que as principais cores são cores de Fogo – vermelho, laranja, amarelo. Como escolheu uma Deusa Wanen, pode escolher algumas runas relacionadas a amizade, prosperidade e Magia (associadas à Deusa e às fênixes) e entalhar em uma vela vermelha – como Gebo, Berkana, Perth, Fehu. Também pode utilizar um óleo ou essência de canela ou sândalo para untar a vela e consagrá-la. Você também aprendeu que as fênixes gostam de músicas com vocal feminino. Depois de entalhar as runas na vela e acendê-la, pode colocar uma música com vocal lírico para tocar enquanto recita uma invocação:

“Poderosa Gulltweig, Grande Fênix, peço seu auxílio neste momento para trazer a este círculo mágico uma fênix que seja alinhada à minha energia para que possamos trabalhar magicamente juntas e construir um laço de amizade e confiança. Por favor, que venha uma das suas para ser minha companheira e guia. Que assim seja, que assim se faça.”

Após fazer o pedido, contemple a vela por um momento e envie seu carinho e amizade às fênixes. Para isso, também posso ter um desenho ou estátua de fênix no altar. Quando estiver pronta, purifique a imagem de fênix e diga:

“Por intermédio de Gulltweig, eu estabeleço agora um contato com as Fênixes. Se houver uma de vocês que me considere digna de sua amizade e seja compatível comigo, por favor, faça-se presente agora e receba meu carinho e meu respeito. Eu ofereço a você esta vela e dou minha palavra que honrarei nosso compromisso e respeitarei seu conhecimento e sua Magia. Que esta imagem seja uma representação de nosso vínculo, um símbolo de nosso contato e acordo. Se houver uma entre vocês que aceite meu pedido, peço que se manifeste em minha vida, sempre de forma benéfica. Abençoadas sejam.”

Permaneça em silêncio por um tempo para perceber se alguma Fênix já se manifesta. Se for mais fácil, feche os olhos para sentir a energia em seu círculo. Você pode pedir sinais específicos para confirmar quando a Fênix se apresentar.

Se a fênix não se manifestar imediatamente, você pode agradecer às Fênixes e a Gulltweig, destraçar o círculo e acender a vela um pouco a cada dia até que ela se manifeste. Se a vela acabar e isso não acontecer, você pode repetir o ritual.

Alguns seres gostam de “sondar” as pessoas que os procuram antes de se manifestar. Por isso, o contato pode demorar um pouco – isso vai depender do ser escolhido e da sua afinidade com a egrégora em questão. Acho bastante compreensível que muitos seres tenham certa resistência em contatar seres humanos, considerando o que nossa espécie provoca no meio ambiente.

Quando o ser se manifestar, medite e faça um acordo com ele. Que tipo de oferenda ele quer e com que frequência? Ou será que, em troca do seu auxílio, ele prefere que você tenha alguma atitude ecológica com o planeta? Ou alguma atividade comunitária? Tudo isso pode ser conversado e deve ser um acordo entre as partes. Se desejar, escreva e assine, como um contrato mágico. Você pode definir um tempo de contrato e determinar que, ao fim desse período, o acordo está automaticamente desfeito. Sempre tenha cuidado com os acordos que faz, preste muita atenção nas palavras usadas e nos compromissos feitos, pois eles cobrarão. SEMPRE cumpra com sua palavra.

Procure manter contato com o ser mágico com certa frequência, conversar com ele, chama-lo para participar de sua vida (especialmente se você fez um acordo de proteção mágica). Trate-o sempre com respeito e carinho. Lembre-se, não existem seres superiores ou inferiores a nós. JAMAIS faça de um ser mágico seu escravo. Uma relação de amizade e carinho pode durar uma vida inteira, ou mesmo além.