As Linhagens Sagradas dos Bruxos

Na Bruxaria o contato com os Deuses é de suma importância. Mas não é o único contato importante na vida dos Bruxos. A segunda categoria de seres mais importante com o qual devemos manter contato é com nossos ancestrais.
Normalmente, quando se pensa no contato com os ancestrais o que vem à mente é a comunicação com nossos ancestrais maternos e paternos, ou seja, nossa Linhagem de Sangue. E muitos bruxos estabelecem contato apenas com esta linhagem por toda a vida. Mas a Linhagem de Sangue não é a única linhagem que possuímos.
Podemos considerar que assim como nossa prática mágica pressupõe a existência de cinco elementos, todos os bruxos possuem cinco linhagens sagradas, a saber:

Linhagem da Terra = Ancestrais da Pele e dos Ossos

São os ancestrais do local onde você vive. São as pessoas que viveram e morreram em sua cidade, em sua vizinhança. São os fundadores de sua cidade, de seu país, os que pavimentaram as ruas pelas quais você caminha e que construíram os edifícios nos quais você vive sua vida. Eles deixaram suas marcas em cada esquina de sua cidade e, no entanto, são quase sempre esquecidos. Eles conhecem a cidade como ninguém e podem te ajudar em todos os aspectos ligados à sua vida mundana, desde encontrar um bom lugar para morar, saber que regiões evitar até situações mais prosaicas como, por exemplo, onde você pode encontrar um determinado objeto para comprar. Magicamente eles podem te ajudar a entrar em contato com o espírito da cidade, estabelecer âncoras mágicas para sua prática, encontrar um local para realizar suas celebrações e mapear as linhas e centros de poder de sua cidade.

Linhagem da Água = Ancestrais da Carne e do Sangue

Estes são seus ancestrais maternos e paternos. São os mais conhecidos entre os bruxos e aqueles que a maioria dos praticantes de magia está acostumada a honrar. Eles podem te ajudar a desbloquear áreas de sua vida, podem te ajudar a lidar com vícios, hábitos nocivos, medos e traumas. Podem te ajudar a conceber uma criança e levar a termo uma gestação saudável. Podem te ajudar a lidar com seus pais, filhos e familiares em geral. Magicamente eles podem te ajudar a desenvolver dons mágicos e psíquicos, resgatar conhecimento ancestral, curar feridas da ancestralidade, resgatar habilidades mágicas de sua linhagem que foram perdidas ou esquecidas.

Linhagem do Ar = Ancestrais da voz e das histórias

São aqueles que te inspiraram em sua vida, particularmente em sua profissão. Nesta categoria encontramos os poetas, autores, inventores, cientistas, políticos, pensadores, heróis e guerreiros cujas obras e experiências ajudaram a moldar quem você é hoje. Entre os meus ancestrais da voz eu considero Agatha Christie, porque os livros dela foram em parte responsáveis pelo meu amor pela leitura; Carl Sagan, cuja série Cosmos despertou meu amor pela ciência; Jung, cuja obra despertou meu interesse pelo trabalho com a Sombra; E Nikola Tesla, porque afinal, eu sou Engenheira Eletricista. Eles podem te ajudar a escolher uma profissão ou progredir na que você escolheu. Podem inspirar sua arte, seja ela qual for. Podem te ajudar a descobrir suas paixões em termos profissionais e artísticos. Magicamente eles podem te ajudar nos processos de autoconhecimento, fortalecer seu contato com os demais aspectos de seu eu, te ensinar métodos mágicos de memorização e aprendizado e te ajudar a alcançar sucesso profissional.

Linhagem do Fogo = Ancestrais da vontade e das escolhas

São aqueles, alem de sua linhagem de sangue, que te nutriram, que te ajudaram a ser quem você é. São seus antigos professores (menos os professores mágicos, que entram em outra linhagem), as babás e empregadas que cuidaram de você quando criança, os amigos e vizinhos. São aqueles que estiveram lá para você quando sua família não podia estar. Eles são e/ou foram a família que você escolheu ou que te escolheu. Eles podem te ajudar a entender suas próprias escolhas, a exercer sua vontade no mundo de forma honrada e digna. Podem te ajudar a descobrir novos mentores, aliados, fazer amizades, influenciar pessoas, exercer a lideranca ou aprender a lidar com ela. Magicamente eles podem te ajudar a fortalecer sua vontade, seu poder pessoal, sua capacidade de liderar (se esta for a sua escolha).

Linhagem do Espirito = Ancestrais da magia e da tradição

Estes sao seus iniciadores (se já falecidos) ou os iniciadores deles. São os fundadores da Wicca, os precursores do caminho que hoje trilhamos. São as bruxas e magos do passado. São os grandes mestres do caminho mágico. Neste grupo podemos incluir Gerald Gardner, ancestral de todos os que vivem e praticam a Wicca, Dion Fortune, Scott Cunningham, entre outros. Eu incluo entre eles Lady Olivia Robertson, fundadora da Fellowship of Isis e Felicity Bumgardner, iniciadora de Laurie Cabot, cujo livro me fez encontrar a Wicca e a Bruxaria como religião. Eles podem te ajudar a encontrar seu caminho, seu coven ou tradição ou a fundar seu próprio Círculo ou Coven. Podem te ajudar a evitar grupos de fachada e picaretas. Magicamente, além de todo o conhecimento mágico que podem trazer, eles podem ajudar em sua proteção mágica, ajudar no desenvolvimento de seus dons e poderes mágicos.

A melhor maneira de honrar seus ancestrais é criar um altar para eles em sua casa. Não precisa ser algo muito elaborado, nem precisa parecer um altar. Um aparador com fotos de sua família funcionará perfeitamente, basta você acrescentar fotos dos membros de suas outras linhagens. Sugiro manter neste local uma vela acesa para seus ancestrais, pode ser uma dessas novas velas elétricas, para evitar o risco de incêndio. Neste caso, eu sugiro que você acenda uma vela normal pelo menos uma vez por mes. Mantenha também um copo ou cálice com água pura e fresca. Tradicionalmente, as oferendas para os ancestrais são: água, leite, vinho, mel e azeite.
Se você desejar um processo mais formal de contato com seus ancestrais pode realizar o ritual abaixo.

Ritual de contato com as linhagens ancestrais

Ingredientes:
Pequenos cálices com as oferendas: água, leite, vinho, mel e azeite.
Velas nas cores: verde, azul, amarela, vermelha, roxa e branca.
Incenso e incensário

Procedimento:
Monte seu altar, colocando o pentáculo no centro. Ao redor do mesmo, disponha as cinco velas, uma em cada ponta, seguindo a posição dos elementos no pentáculo com o espírito na ponta superior. Purifique seu ambiente, a si mesmo e trace seu círculo como de costume.
Quando estiver pronto, apanhe a vela verde da terra, acenda e diga:

Eu saúdo a Linhagem da Terra
Aqueles que antes vieram
Que aqui viveram e aqui morreram
E sua marca nos deixaram
Ancestrais da pele e dos ossos
Minha homenagem agora recebam
Acendo esta vela em sua honra
Abençoados sejam

Apanhe a vela azul da agua, acenda e diga:

Eu saúdo a Linhagem da Água
Aqueles que me geraram
Sangue do meu sangue
Que sua herança e dons me deixaram
Ancestrais da carne e do sangue
Minha homenagem agora recebam
Acendo esta vela em sua honra
Abençoados sejam

Apanhe a vela amarela do Ar e diga:

Eu saúdo a Linhagem do Ar
Aqueles que me inspiraram
Historias que me movem a progredir
Palavras e vidas que me tocaram
Ancestrais da voz e das histórias
Minha homenagem agora recebam
Acendo esta vela em sua honra
Abençoados sejam

Apanhe a vela vermelha do Fogo e diga:

Eu saúdo a Linhagem do Fogo
Aqueles que me nutriram
Que me cuidaram e deram apoio
E como família me escolheram
Ancestrais da vontade e das escolhas
Minha homenagem agora recebam
Acendo esta vela em sua honra
Abençoados sejam

Apanhe a vela roxa do espírito e diga:

Eu saúdo a Linhagem do Espírito
Aqueles que antes vieram
Cujo conhecimento transmitiram
E este caminho antes trilharam
Ancestrais da magia e da tradição
Minha homenagem agora recebam
Acendo esta vela em sua honra
Abençoados sejam

Cada uma das oferendas devera ser então apresentada ao altar. Não estaremos fazendo uma oferenda para cada linhagem e sim todas as oferendas para todas as linhagens. As palavras a serem ditas ao apresentar cada oferenda são:

Água: Aos ancestrais eu ofereço a água fonte de vida.
Mel: Ofereço o mel, ouro vivo pela colmeia criado.
Leite: Ofereço o leite, sustento e alimento.
Azeite: Ofereço o azeite, presente que pelos deuses nos foi dado.
Vinho: E ofereço o vinho, o sacrificio da uva que nos traz bençãos e alegria.
Pois a vida à vida se daria, como o dia à noite e a noite ao dia.

Se você se sentir confortável, ofereça três gotas de seu sangue, pingando-as no vinho ao dizer a última frase. Se possível deixe que as velas queimem até o fim e as oferendas no altar, no dia seguinte deposite as oferendas na terra.

Existe uma categoria de mortos dos quais ninguém se lembra. São as pessoas que viveram e morreram sozinhas ou cujas vidas simples não deixaram traços ou lembranças. Muitos deles estão perdidos entre os mundos, sem conseguir encontrar o caminho para prosseguir em sua jornada. Christopher Penczak os chama de Mortos Esquecidos. Os mortos esquecidos podem te auxiliar na proteção de sua casa ou em sua proteção pessoal, na busca de objetos perdidos ou para localizar pessoas com as quais você precisa ou deseja entrar em contato. Magicamente, eles podem te ajudar em qualquer feitiço ou ritual.
Estas almas estão perdidas e precisam de nosso auxilio. Em troca do favor que você pedir a eles, ofereça-lhes uma vela branca uma vez por semana e as mesmas oferendas feitas aos ancestrais. Ao final de uma roda, ou quando eles completarem qualquer auxilio que você lhes tenha pedido, realize um ritual para auxiliar a passagem daqueles com os quais você tenha entrado em contato, invocando uma das divindades do submundo ou um dos psicopompos para buscarem essas almas (as que desejarem partir, é claro).

Para honrá-los no ritual com os ancestrais, coloque uma vela branca em um suporte e após completar o processo de acender as velas para suas cinco linhagens, apanhe a branca e diga:

Aos mortos esquecidos
De que ninguém se lembra os passos
Àqueles que se foram
Sem sequer deixar traços
Eu peco por sua benção,
Sua ajuda e proteção
E em troca hei de pedir
Por sua libertação
Os portais do Oeste abrirei
Para que possam adiante seguir
Quando sua tarefa estiver cumprida
E for o momento de ir
Até que chegue sua hora
Ou até o momento de retornar
Para os Mortos Esquecidos
Uma vela acendo em meu altar.

Acenda a vela e coloque no canto do altar.

O contato com os ancestrais é parte integrante da vida mágica de todos os bruxos. Reconhecer que além de nossa linhagem de sangue, temos outras linhagens sagradas de ancestralidade leva esta pratica um passo adiante e nos garante a entrada em um mundo fascinante de troca de informações e de auxílio. Honrar nossos ancestrais pode nos ajudar a entender não apenas nosso lugar na teia cósmica da vida, como nosso propósito nesta existência, nosso contrato sagrado. Que este ritual possa auxiliar seus passos nesta jornada e te aproximar dos ancestrais de cada uma de suas linhagens.

“Abençoados sejam os ossos dos ancestrais na terra sob meus pés. Abençoado seja o sangue dos ancestrais que corre em minhas veias. Abençoadas sejam as vozes dos ancestrais que ouço nos ventos. Abençoadas sejam as mãos dos ancestrais que me nutriram. Abençoados sejam aqueles que trilharam o caminho que agora percorro. Possam meus passos ser um tributo às suas vidas e minhas ações uma homenagem a todos.”

Naelyan Wyven
Lider da Tradicao Caminhos das Sombras
Sacerdotisa de Isis pela Fellowship of Isis
Suma Sacerdotisa Wanen

Bibliografia:
Penczak, Christopher. The Mighty Dead. Copper Cauldron Publishing, 2013.
Day, Christian. The Witches Book of the Dead. Weiser Books, 2011