Tarot e Magia

A maioria das pessoas conhece o Tarot apenas como um oráculo. Mas existem muitos outros usos mágicos para ele. Em um primeiro nível ele é uma ferramenta de autoconhecimento extremamente poderosa. Uma viagem através dos Arcanos Maiores do Tarot pode te revelar coisas sobre você mesmo que você nem sequer imaginava. Por outro lado, o Tarot é uma ferramenta mágica excepcional. Oh, sim, uma ferramenta de fazer Magia.

Antes de tudo é preciso que se diga que o nome Tarot aplica-se apenas um grupo específico de cartas, um baralho com 78 cartas ou arcanos, 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos Menores. Isto é o Tarot. Já vi várias pessoas mencionarem coisas como o Tarot Cigano, referindo-se a um baralho de 52 cartas ou menos e isto é incorreto. Neste caso você poderia dizer Baralho Cigano. O Tarot é um grupo muito específico de cartas e apenas este grupo deve receber este nome.

Existem aqueles que acreditam que o Tarot é um repertório muito antigo de conhecimento, preservado em forma de jogo para garantir que este conhecimento não se perderia. Alguns traçam as origens do Tarot até o Antigo Egito. Outros até a lendária Atlântida. O Tarot como o conhecemos tornou-se conhecido no mundo ocidental por volta do início do século XV e desde então tem sido usado para uma enorme variedade de propósitos espirituais, sempre com o mesmo resultado: aproximá-lo de seu conceito de Divino.

Magia é a arte e a ciência de mudar a realidade pela força da vontade. Ou, como eu gosto de dizer, Magia é a arte e a ciência de mudar a si mesmo pela vontade e através disso, mudar a realidade que o cerca. Contrariando o que muitos pensam não há nada de sobrenatural na Magia, muito pelo contrário. A Magia faz parte da Natureza. Ela se origina da própria vida, da energia vital que permeia o Universo. E exatamente por isso, ela é sujeita a regras e leis bem simples. SE você entender as leis que governam a Magia será capaz de entender seu funcionamento e será capaz de saber o que fazer e como fazer para ser bem sucedido.

E como o Tarot pode ser usado para fazer Magia? Vamos começar do jeito mais simples. Qual é a maior dificuldade em se fazer um feitiço, a maior causa de falhas? Concentração e visualização. Em nossa sociedade caótica não somos treinados a manter nossa concentração em uma coisa só por muito tempo.

Nossas mentes são como uma TV com cujo controle remoto uma criança está brincando. Pensamos em uma coisa atrás da outra, a maioria delas sem a menor relação entre si. Talvez por isso nossa capacidade de visualização seja tão fraca. E essas duas habilidades são vitais para que qualquer feitiço seja bem sucedido. Você precisa ser capaz de se concentrar totalmente no resultado desejado e visualizá-lo claramente em sua mente para que um feitiço funcione. E é aí que o Tarot entra. Vejamos como: Apanhe seu baralho de Tarot favorito e separe a carta da Força. Em quase todos os baralhos de Tarot o tema desta carta é o mesmo: Uma pessoa controlando, com relativa facilidade, uma fera maior e mais poderosa. Agora, imagine que você esteja fazendo um feitiço para vencer seus medos. A imagem do Arcano da Força não seria uma visão excelente para se concentrar enquanto faz seu feitiço? E que tal a carta da Estrela como ponto focal para um feitiço para se dar bem em uma entrevista de emprego?

Ou seja, o primeiro e mais simples uso do Tarot como ferramenta mágica é este. Usar um Arcano, normalmente um dos maiores, como ponto focal de seus feitiços para te ajudar a se concentrar e visualizar o resultado. Se você souber o significado de cada Arcano será ainda melhor, pois sua mente já terá as associações daquela imagem com um significado claro e específico. Se você não sabe o significado das cartas, não tem problema, simplesmente escolha uma imagem que te parece certa e pronto.

No caso da Magia Sexual, a maior dificuldade é ser capaz de manter sua mente concentrada em seu feitiço enquanto seu corpo busca o orgasmo. Usando o Tarot é simples: consagre uma carta como símbolo de seu resultado desejado e coloque-a em algum lugar onde você possa vê-la durante o ato sexual. Quando o orgasmo chegar, simplesmente direcione a energia para a carta e seu feitiço estará completo.

Os Arcanos Maiores podem então ser considerados como pontos focais para padrões de energia que você pode direcionar através de sua intenção. As cartas da corte podem representar pessoas ou padrões de comportamento. Você pode, por exemplo, usar a carta do Cavaleiro de Copas como ponto focal em um feitiço de amor que visa atrair para sua vida um homem emotivo e romântico.

E as cartas numeradas? Elas podem te ajudar a marcar um período de tempo para a realização de seu feitiço, determinar o número de eventos, objetos ou pessoas a serem afetados; ou, um uso ainda mais nobre, te dar acesso a diferentes níveis do plano astral.

Uma outra forma de se trabalhar magicamente com o Tarot é fazer o que chamamos de Dançar o Tarot. Neste caso, você vai usar seu corpo como ferramenta de realização do feitiço. As figuras humanas que aparecem nos baralhos de Tarot possuem uma linguagem corporal própria. Essa, talvez, tenha sido uma das razões que te levaram a escolher um determinado baralho. Podemos inferir com isso que as cartas possuem mais do que os significados descritos e podem nos trazer mais informações do que é possível ler nos livros. A posição das figuras pode ter um efeito sobre seu subconsciente e deste modo, sobre sua vida. E como se usa esta técnica?

Escolha uma carta cuja imagem seja de uma pessoa que alcançou o resultado que você deseja para seu feitiço. O Sol, por exemplo, para vencer a depressão; o Carro para assumir o controle de uma situação (Cuidado! O controle que o carro representa é efêmero, não definitivo). Trace seu círculo mágico e no meio do processo de seu feitiço posicione seu corpo de modo a imitar a figura da carta. Traga as emoções expressas pela figura, fazendo aflorar em você os mesmos sentimentos. Repita isso da Lua Nova à Lua Cheia e aguarde o resultado, você vai se surpreender.

Você também pode usar as cartas do Tarot como talismãs. Quando você encontra um baralho de que gosta, forma-se um link entre você e as imagens ali retratadas. Isto, aliado ao significado da carta, seu simbolismo, carregado de energia mágica própria, faz do Tarot sua melhor fonte de talismãs. Você só precisa carregar magicamente uma carta associada a seu objetivo desejado e pronto.

Até mesmo uma leitura de Tarot pode se transformar em uma ferramenta mágica. Faça uma leitura para você ou peça a alguém em quem você confia que o faça. Não faça perguntas do tipo sim ou não. Ao invés disso peça conselhos sobre a melhor forma de lidar com uma dada situação para obter o resultado que você deseja. Usando as cartas que saíram em sua leitura, faça um ritual consagrando-as para que você seja o mais bem sucedido possível na situação. Assim, você usará o próprio poder do Tarot para te ajudar a lidar com a questão. Se o Tarot aconselhar, por exemplo, que você esqueça este objetivo, seu ritual mágico com as cartas da leitura te trarão a força e do desprendimento necessários para tal. Se o conselho for manter sua posição sem se deixar abater, as cartas que te deram esta resposta serão as mesmas que te trarão a coragem e a firmeza necessárias.

E estas são apenas algumas das muitas possibilidades de se usar magicamente o Tarot. Como você pode ver, existe mais em um baralho de Tarot do que simplesmente ver o futuro. O Tarot é, por si mesmo, por sua idade e força própria, uma ferramenta mágica extremamente poderosa só esperando para ser usada. Apanhe então seu baralho favorito e boa viagem.