Os Pilares e as Leis da Magia

Qualquer que seja o caminho mágico que você escolha, existe um conceito chamado de Os Pilares da Magia, ou a Pirâmide das Bruxas. É um dos conceitos mais antigos da Magia e fala sobre as quatro necessidades básicas para ser capaz de fazer magia: Querer, Saber, Ousar e Calar.

Saber

Conhecer a si mesmo.
Conhecer sua arte.
Saber o que fazer.
Saber como fazer.
Saber quando fazer.
Saber quando não fazer.
Saber o que você quer realizar.
Especificar bem o que você vai fazer.
Criar um sigilo com as palavras.
Saber trabalhar com moderação.

Querer

Acreditar em você mesma.
Acreditar na divindade.
Acreditar em suas habilidades.
Acreditar na abundância do Universo.
Ter a vontade de praticar de novo e de novo.
Habilidades de meditação
Praticar visualização.
Praticar relaxamento.
Praticar um estado alterado de consciência.
Praticar para ser capaz de fazer rápido e certo.
Ter em mente com muita clareza o porque você quer realizar essa operação mágica.
Observar se sua vontade está corretamente direcionada.
Observar se não vai influenciar negativamente outra pessoa.
Observar os aspectos de não prejudicar ninguém.
Usar uma ferramenta adivinhatória para checar se seus planos são válidos, se está numa boa hora de pô-los em prática.
Saber o que você quer e porque você quer.
Desejar algo com todas as forças.

Ousar

Ter a coragem de mudar as circunstâncias.
Ter a coragem de controlar seu ambiente.
Ser responsável por suas ações.
Escolher o melhor curso de ação para o trabalho a ser feito.

Calar

Aprender a manter a boca fechada antes do trabalho.
Aprender a manter a boca fechada enquanto espera pelos resultados.
Aprender a manter a boca fechada depois do trabalho.
Proteger sua confiança.
Proteger sua reputação.
Proteger sua energia.

As Leis da Magia

A ação da Magia no Universo segue leis simples, como tudo o mais na Natureza. Estas leis foram compiladas e organizadas no que se conhece como as Leis Herméticas, a saber:

Lei da Mente Universal: Tudo o que nos cerca, todo o Universo existe na mente da Deusa e Ela nos pensa para a existência.

Lei da Correspondência: Acima, como abaixo. Este é um dos mais importantes princípios da Magia porque nos lembra que vivemos em mais de um mundo. O princípio da correspondência nos diz que o que é verdadeiro no macrocosmo é também verdadeiro no microcosmo, e vice-versa. Uma outra forma de entender esta lei é pensar que para que algo se manifeste no plano físico, é preciso que, em primeiro lugar, este algo se manifeste no plano astral.

Lei da Vibração: Todas as coisas se movimentam e vibram em seu próprio regime de vibração. A matéria não é passiva e inerte, como pode parecer, mas cheia de movimento e ritmo. Ela dança.

Lei da Polaridade: A polaridade é a chave do poder no sistema Hermético. Tudo é dual; todas as verdades são meias-verdades; tudo contém seu oposto; os extremos tocam-se; e todo par de opostos pode ser reconciliado. Os opostos são apenas dois extremos da mesma coisa, com muitos e variáveis graus entre eles. Na Magia usamos o princípio da polaridade como se manifesta em cargas positivas e negativas. Sabemos que a carga de qualquer coisa pode ser alterada. Muitos sortilégios nada mais são do que transferência de energias positivas e negativas dirigidas pela consciência.

Lei do Ritmo: As coisas recuam e avançam, descem e sobem, entram e saem. Elas fluem e refluem. Mas também giram em círculos e espirais. O ritmo é o movimento medido entre extremos. Nosso objetivo enquanto bruxos é viver intimamente em harmonia com os grandes ritmos naturais, o alternar do dia e noite, a mudança gradual das estações, o perpétuo movimento da vida através de nascimento, crescimento, decrepitude, morte e renascimento.

Lei do Gênero: Tudo tem componentes masculinos e femininos. Em todas as coisas existe uma energia receptiva ou feminina e uma energia projetiva ou masculina, que os chineses denominam Yin e Yang. De acordo com a Física Moderna existe uma vitalidade dinâmica entre os opostos. Portanto, energias masculinas e femininas estão em uma constante dança cósmica.

Lei de Causa e Efeito: Em sua forma tradicional, a Lei de Causa e Efeito diz que nada acontece por acaso, que para todo efeito existe uma causa, e que toda causa é em si mesma um efeito de alguma outra causação. Algumas bruxas pensam que, usando a Lei de Causa e Efeito, podem fazer acontecer qualquer coisa que desejem. Mas cumpre-se advertir acerca de tão grandiosas visões de poder. O poder de uma Bruxa, como o de qualquer pessoa, é controlado pelas esferas de poder e energia acima, abaixo e em torno dela. Embora ela possa ser senhora de eventos num plano, não poderá escapar ao princípio de causa e efeito. Ela é meramente um elo em um fluxo interminável de poder que impregna o universo. É responsável perante energias superiores às dela própria.

Existe ainda um princípio que não faz parte das Leis Herméticas, mas é conhecido por qualquer praticante de Magia: A MAGIA TOMA SEMPRE O CAMINHO DE MENOR RESISTÊNCIA.

E o que isso significa? Significa que você nem sempre pode prever a forma que a magia tomará para realizar o que você ordenou. Você nem sempre pode prever os efeitos colaterais que seus trabalhos mágicos vão ter ou aquilo que vai ser alterado para te trazer o que você pediu.
Outra Lei prática da magia é: “Cuidado com aquilo que desejas, por certamente lhe será concedido.”

Cuidado com o que você pede, cuidado com aquilo pelo que você trabalha magicamente. Você pode receber exatamente o que você pediu, mas não da forma como gostaria ou pode descobrir que aquilo que você queria não era a melhor opção no final da contas.

Lembre-se, a magia funciona e nem sempre é fácil se livrar daquilo que ela te trouxe.